Este post já era para ter escrito há muito…aqui e na vida! (obrigado pela sugestão Rosarinho)…
Angelina Odete Fontes Afonso foi alguém que se pode chamar Humano de coração bondoso! Alguém que se preocupou, atenciou, alegrou, …, acreditando sempre na bondade dos outros.
Foi alguém que espalhou amor pelos desafavorecidos não se preocupando no retorno, na imagem, no prestigio…e porquê? Porque era simples, bondosa, humilde, um Ser Humano nascido e crescido no campo, numa familia de humildade acentuada…Acredito que ela se saiu ao pai…! Quando ela era pequenina era franzinha, a mais nova da familia…a mais queridinha, a mais falada em casa, a mais bonitinha, coisa que deu azia alguns irmãos dela…! A princesa sofreu revés na vida e daqueles fortes. Seu querido pai foi-se embora muito cedo…tinha ela uns 17 anos…Um abalo enorme sem dúvida. A vida continuou para ela…
Ajudou sempre os outros (ignorando-se, quase, a si própria, a sua vida) e mesmo assim sentia-se alegre, pelo que a vida lhe oferecia, pelo o que Deus lhe ensinava.
Num dia desses, num sabado ou num domingo…abriu seu coração ao António. Tal junção transformou o seu dia-a-dia e para ele também. Esta união foi até agora a mais pura e sincera que já vi e só não foi mais pura por motivos alheios.
A inveja, o egoísmo, a arrogância esteve muito presente em tais motivos!
O dia chegou e casaram-se, foi um dia feliz para uns e dia infeliz para outros. Para a princesa Odete e soldado António foi um dia marcante de picos de alegria. Dia esse em que a própria felicidade pode parar o coração…imensa alegria houve pois para eles.
A vida lá andou (ou correu?), tristezas, perdas e também muitas alegrias teve este casal magnifico e belo. A mãe da princesa disse adeus e foi embora deste mundo, a (melhor) tia da princesa também se foi…mas também neste tempo tivemos o nascimento de duas belas criaturas que tanto preenchimento deu à vida da princesa! Tanto mesmo.
Até que num dia, lá apareci eu nesse bonito lar por Braga…! O dia-a-dia era normal mas interessante…Tinha sem dúvida dois Seres Humanos a cuidarem de mim com amor! Amor tal que não foi retribuído…, erro crasso! Espero poder ter tempo de redimir tal erro. Eu sinto isso. Se por acaso retribuí amor, se eles sentiram alguma retribuição, de certeza que não foi igual ao que recebi.
Minha linda Tia já está noutro mundo, bem melhor do que este…Tenho a certeza que está a tomar conta de quem precisa, da sua familia, sim acredito sem dúvida, como também acredito que os atritos que existem na familia se vão resolver, e tal resolução terá mão dela!
Termino dizendo, dear Angelina Odete, fazes falta cá em “baixo”…! Fazes sim!… Nunca te esquecerei…, pois não consigo, pois foste boa demais para mim…!

(por tudo aquilo que não te disse)…
…Obrigado pelo que me fizeste, pelo amor que me deste…obrigado mámá, sim foste mámá para mim…obrigado!
Até sempre e até já princesa.