Acabo o tema do sofrimento, dizendo:

O homem não pode fazer-se sem sofrer, pois é ao mesmo tempo o mármore o escultor (Alexis Carrel)

E eu procuro crescer, conhecer-me, “fazer-me” … !

P.S. Obviamente que respeito, compreendo e adoro as criticas/opiniões que foram dadas ao tema em causa, e agradeço.