É rarissimo responder aos comentários, mas aqui achei oportuno fazê-lo, lançando novo post.
Não devemos comparar desporto com sofrimento, sem bem que no desporto também se sofre. O sofrimento poderá aparecer em qualquer altura e não somente em alturas que não estamos à espera. A comparação que quis dar acerca do “treino do sofrimento” nos post anterior, tem a ver com o Ser Humano dever passar por situações complicadas, habituar-se à solidão, habituar-se à tristeza. Porque podemos nós conviver com a felicidade e não com a tristeza? Porque nos dói né? E o que nos dói chamamos logo a nossa dear mãe, ou uma agua oxigenada para tirar a dor. Sim nós detestamos a dor. Mas deviamos saber que a dor nos faz crescer, amadurecer…! Devíamos saber conviver com a tristeza, solidão, …sofrimento! Porque consideramos um Ser Humano “não humano” que reage bem perante o sofrimento? Porque consideramos “nao-humano” um Ser forte mentalmente, psicologicamente, …, com uma alma estável e segura?
Porque temos de sofrer? Porque não fazemos como a querida Madre Teresa? Como o Nosso Jesus Cristo? Sim, sabemos e sentimos sofrimento mas com a convivência saberemos “falar” com ele tornando a dor mais leve.
Não acham?
Obvio que o sofrimento não é para brincar, mas deviamos saber conviver com ele ao longo da vida. Porque só sabemos lidar com temas de alegria? Porque só nos damos bem com a felicidade, porque só nos damos bem com pessoas que gostamos? Porque só nos relacionamos com pessoas que amamos e ignoramos a pessoas que detestamos? Cada qual tem uma história, uma familia, uma educação, uma sociedade, …, um amor, … diferentes!
Porque é ridiculo alguem conseguir lidar com o sofrimento, com a solidão, com o ódio, com a inveja?
Temos sim de saber conviver com antípoda da felicidade, pois assim conseguiremos pacificar, através da compreensão e verdade, as almas encobertas pelo ódio, terror,…, tais almas que nasceram num berço de sofrimento.